Etiquetas : PRA-JA – SERVIR ANGOLA

Politica

Oposição denuncia violação da Lei do Registo Eleitoral Oficioso e

Os cinco partidos políticos da oposição com assento parlamentar (UNITA, CASA-CE, PRS e BD) e a coordenação do projecto político PRA-JA-Servir Angola denunciaram, nesta quinta-feira, 5, a “flagrante” violação da Lei do Registo Eleitoral Oficioso por parte do Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado, departamento ministerial encarregue de conduzir o processo. Em […]Ler Mais

Politica

João Lourenço ‘distribui farpas’ à oposição e Abel Chivukuvuku passa

Num discurso em que esteve quase sempre a passar mensagem por intermédio de alegorias e metáforas, o presidente do MPLA, João Lourenço, aproveitou o lançamento da pré-campanha do seu partido, ocorrida nesta terça-feira, 5, na província do Cunene, para ‘distribuir uma série de farpas’ aos seus mais directos adversários políticos, a quem acusa de estarem […]Ler Mais

Politica

FPU diz que o “regime” capturou todos os órgãos públicos

Os líderes da plataforma política Frente Patriótica Unida (FPU), composto pela UNITA, o projecto político PRA-JA-Servir Angola e Bloco Democrático (BD), criticaram, de “forma contundente”, a actuação dos órgãos de comunicação social públicos, os quais acusam de “apenas e só promoverem a imagem do regime contra a nação”, censurando “impiedosamente todos os outros concorrentes políticos, […]Ler Mais

Politica

António Venâncio não desiste e continua a ver o seu

O pré-candidato ao cadeirão máximo do partido no poder, António Venâncio, descartou, nesta terça-feira, 23, a possibilidade de vir a construir um futuro político fora do MPLA, afastando qualquer aproximação a uma força partidária ou mesmo à Frente Patriótica Unida (FPU), formada pela UNITA, Bloco Democrático (BD) e o projecto político PRA-JÁ-Servir Angola. O político, […]Ler Mais

Politica

MPLA reage à declaração política da Frente Patriótica acusando-a de

O Secretariado do Bureau Político do MPLA reagiu, neste sábado, 7, com duras críticas à última declaração política da Ampla Frente Patriótica Para Alternância, constituída pela UNITA, Bloco Democrático e o projecto político PRA-JA – Servir Angola. O partido no poder, que não reconhece “nenhuma proposta de programa de governação alternativa à do MPLA, considera […]Ler Mais