Executivo prepara concurso público para privatização da TV Zimbo e do Grupo Media Nova

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, revelou, nesta quinta-feira, 22, que está para breve a abertura de um concurso público para a privatização da TV Zimbo e dos órgãos de imprensa afectos ao Grupo Media Nova.

A informação foi avançada por Manuel Homem durante a apresentação e discussão, na Assembleia Nacional, da Lei de Autorização Legislativa que autoriza o Presidente da República enquanto titular do poder executivo a legislar em matéria de isenção fiscal e aduaneira para o projecto Quarto título Global Unificado.

Manuel Homem fez saber ainda que está a decorrer um concurso público Internacional para a privatização das estruturas passivas da rede Angola Telecom, de forma a garantir uma melhor gestão das mesmas.

“Este concurso já está em curso, é público e internacional, para permitir que exista uma melhor gestão destas infra-estruturas”, anunciou o ministro, referindo que o concurso visa garantir que os operadores que já actuam no mercado angolano, ou outros que possam entrar, tenham acesso a um serviço partilhado e de menor esforço no âmbito do investimento que queiram fazer no país.

Quanto aos órgãos de imprensa suspensos por irregularidades administrativas (Zap Viva e TV Record), Manuel Homem adiantou que “estas entidades estão a trabalhar na regularização administrativa que lhes foi imposta pelo ministério”, para que “possam exercer o seu trabalho dentro das normas e da lei”.

Em Julho do ano passado, através do Serviço Nacional de Recuperação de Ativos, a Procuradoria-Geral da República (PGR) passou a ‘guarda’ dos órgãos de comunicação social do Grupo Media Nova, que inclui o jornal O País, a Rádio Mais e a TV Zimbo, ao Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, “em virtude destes terem sido constituídos com capitais do fundo público”.

Bernardo Pires

Bernardo Pires

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *