Madagáscar anuncia ter frustrado tentativa de assassinato do seu Presidente

A Procuradoria-Geral do Madagáscar anunciou, na noite desta quarta-feira, 21, que o seu país frustrou uma tentativa de assassinato do Presidente da República, Andry Rajoelina, e como resultado foram presos vários “estrangeiros e malgaxes”. Fontes diplomáticas locais avançaram que, entre os detidos, estão dois franceses.

“Vários cidadãos estrangeiros e malgaxes foram presos na terça-feira como parte de uma investigação por atacarem a segurança do Estado” , disse o procurador-geral, Berthine Razafiarivony, sem avançar à imprensa mais detalhes, por enquanto, sobre as motivações.

A agência malgaxe Taratra, sob a supervisão do Ministério das Comunicações, informou que os dois franceses presos, Philippe F. e Paul R., seriam ex-oficiais aposentados.

“De acordo com as provas materiais em nossa posse, esses indivíduos elaboraram um plano para a eliminação e neutralização de várias personalidades malgaxes, incluindo o chefe de Estado ”, acrescentou o procurador, citado pelo jornal Le Monde.

Durante a comemoração do dia da independência de Madagáscar, a 26 de Junho, a gendarmaria [a força militar encarregada da realização de funções de polícia no âmbito da população civil no Madagáscar] já havia anunciado que havia frustrado uma tentativa de assassinato do secretário de Estado encarregado da gendarmaria, o braço direito do Presidente, general Richard Ravalomanana.

*Com o jornal Le Monde

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *