Isto é Notícia

Grupo Jovens da Mulemba regressa ao Wyza Anfiteatro com a peça ‘Óbito de Aluguer’

Partilhar conteúdo

O Grupo Teatral Jovens da Mulemba regressa, no dia 26 de Fevereiro, ao auditório Wyza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, com a peça teatral ‘Óbito de Aluguer’. O drama promete proporcionar às famílias ambientes de diversão e, através da arte, partilhar valores, instruir e educar.

A peça, de acordo com a sinopse, aborda temáticas sociais e culturais que cruzam aspectos marcantes da vida real e da ficção, ao mesmo tempo, num espectáculo com entradas gratuitas e com início marcado para as 18h00.

Numa primeira instância, o drama reflecte sobre os rituais fúnebres no contexto cultural africano e a necessidade de adesão e empatia com a dor do próximo. Num segundo momento, a reflexão recai para o fenómeno da ‘infidelidade’, em que é abordado o caso de um relacionamento extra-conjugal de pelo menos duas décadas, e as consequências advindas da morte do adúltero.

Até que ponto é normal uma mulher que não seja a viúva chorar a tal ponto de dar nas vistas de todos? Como chorar o óbito de um amante sem levantar suspeitas? Estas algumas questões respondidas ao longo do espetáculo.

O Grupo Teatral Jovens da Mulemba foi fundado a 10 de Setembro de 2011. Inicialmente preenchia as actividades de Poesia na Mulemba, co-produzido pela ‘Universidade Hip-Hop’ e o Colectivo Levar’te. Finda esta fase, o grupo passou a divulgar os seus próprios trabalhos, fazendo performances em escolas, nos hospitais, e em igrejas.

A história do grupo muda de guião quando no dia 28 de Novembro de 2018 levou à Liga Angolana de Amizade e Solidariedade com os Povos – LAASP a peça teatral ‘Meu Telefone’ e a ‘Nossa Privacidade’. No ano passado, o grupo venceu a gala de premiação da Nova Geração na categoria de Grupo Teatral do ano em Angola, evento organizado pela Voz Activa, em Fevereiro.

Irinea Lukombo

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *