Zâmbia. Oposição pede que Presidente Edgar Lungu aceite a derrota

“Pedimos-lhe […] que actue como um estadista, cedendo rapidamente o lugar ao seu irmão Hakainde Hichilema, para que se inicie o processo de entrega do poder e conciliação neste país”. Foi assim que Charles Melupi, representante de uma aliança de dez partidos da oposição com o UPND, se dirigiu ao Presidente da Zâmbia, Edgar Lungu, derrotado nas últimas eleições do país.

Citado pela Agência France Presse (AFP),  a oposição zambiana pediu no domingo que que Lungu aceite a derrota nas eleições, numa altura em que os resultados provisórios indicam uma vantagem do seu adversário Hakainde Hichilema, do UPND.

No sábado à noite, a comissão eleitoral do país anunciou os resultados de 62 dos 156 círculos eleitorais, com 1.024.212 votos para Hichilema contra 526.523 de Lungu.

Em conferência de imprensa, Charles Melupi negou a existência de tensões nas assembleias de voto e pediu à comissão eleitoral que agilize a divulgação dos resultados.

No domingo de manhã, Hichilema, também conhecido como “HH” ou “Bally” pediu, através de uma publicação na rede social Twitter, calma aos seus apoiantes e notou que a vitória está próxima. “Votámos pela mudança, por uma Zâmbia melhor, livre de violência e discriminação. Sejamos a mudança em que votámos”, concluiu.

*Com a Agência France-Presse

Nok Nogueira

Nok Nogueira

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *