Isto É Notícia

Mundial 2022. Senegal perde contra o Países Baixos por 0-2

Partilhar conteúdo

A equipa do Senegal, um dos representantes do continente africano no Mundial do Qatar 2022, estreou-se de maneira inglória na maior montra planetária do futebol. A derrota por 0-2, com os Países Baixos deixou ficar mal na fotografia o guarda-redes da equipa africana, Eduard Mendy.

A primeira parte do encontro foi marcada pelo equilíbrio. O lance de maior perigo surgiu pelos Países Baixos, que, aos 15 minutos, teve De Jong na cara de Mendy, mas o médio que joga no Barcelona não conseguiu rematar para a baliza do Senegal.

Os Países Baixos atacaram mais, mais lances e bolas paradas, mas nunca fizeram grande mossa na defesa do Senegal. De resto, os neerlandeses não fizeram qualquer remate enquadrado com a baliza no primeiro tempo.

O Senegal fez apenas um remate à baliza, aos 25 minutos, de Ismaila Sarr, mas controlado pelo guarda-redes, Noppert. A selecção senegalesa esteve muito forte na reacção à perda de bola e recorreu às caraterísticas mais físicas do jogo para o controlar.

No entanto, mesmo conseguindo sair em transição rápida, o Senegal não definiu bem no último passe, faltando uma referência ofensiva chamada Sadio Mané.

No segundo tempo, o equilíbrio manteve-se. Aliou Cissé refrescou a equipa nos sectores intermediário e ofensivo, e a equipa cresceu. O Senegal fez mais remates à baliza, mas nunca conseguiu ultrapassar o gigante Noppert.

Aos 73 minutos, Idrissa Gueye recebeu a bola em zona frontal, na ‘meia-lua’, e tinha tudo para fazer o 1-0, mas a bola saiu na direção do guarda-redes Noppert.

Momento do jogo

Aos 84 minutos, no único remate dos Países Baixos à baliza, a selecção neerlandesa marcou. Cruzamento da esquerda de De Jong, e sozinho, na antecipação, Gakpo – um talento em ascenção do PSV – ganhou de cabeça a Mendy e fez o 0-1. Saída em ‘falso’ do guarda-redes que actua no Chelsea, que não ficou bem na fotografia.

Aos 90+8, Klaassen fez o 0-2 e matou o jogo para os Países Baixos. O Senegal precisa de vencer o Qatar e decidir o apuramento dos oitavos-de-final frente ao Equador, na 3.ª e última jornada do Grupo A.

DW ÁFRICA

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *