FAF diz estar sem dinheiro para o estágio dos Palancas Negras em Portugal

A direcção da Federação Angolana de Futebol (FAF) anunciou, através do seu vice-presidente desportivo, José Carlos Miguel, que a instituição está sem dinheiro para suportar o estágio dos Palancas Negras, que nos próximos dias começam a preparar os jogos de apuramento ao Mundial do Qatar.

José Carlos Miguel, que falava em entrevista à Rádio Cinco, adiantou que a FAF está a contactar várias instituições, de modo a resolver a questão, mas até agora não existe nenhuma resposta satisfatória, nem pelo menos uma garantia. Porém, deixou uma garantia, a de que não vão ficar com os de braços cruzados, já que tudo tem sido feito para resolver a situação.

“Nós estamos de mãos e pernas atadas quanto à componente logística. Temos um centro de estágio garantido, temos um hotel reservado em Portugal, onde o prazo de pagamento termina já amanhã e até ao momento não temos nenhuma disponibilidade financeira”, desabafou o vice-presidente desportivo.

Os Palancas Negras começam a primeira etapa da corrida ao Mundial de 2022, no Qatar, com um duplo embate contra o Egipto, a 2 de Setembro, e contra a Líbia, a 7 do mesmo mês, no estádio 11 de Novembro. Além do Egipto e Líbia, Angola está inserida no Grupo F, juntamente com o Gabão. A fase final do Mundial disputa-se entre 21 de Novembro e 18 de Dezembro de 2022.

Na convocatória a ser divulgada na próxima segunda-feira, 23, o Jornal de Angola avançou que o médio Lépwa, do Sagrada Esperança, e o avançado Hélder Costa, do Leeds United, da Inglaterra, pelo excelente momento que estão a viver nas suas carreiras, poderão estar entre os convocados do português Pedro Gonçalves.

Para a zona africana, as 40 selecções estão distribuídas em dez grupos. De entre estes dez agrupamentos, apenas passa o líder de cada um deles. Os dez vencedores defrontam-se depois num play-off de cinco confrontos (com jogos fora e em casa), que atribuirão as cinco vagas da zona africana para a prova a decorrer no Qatar.

Nok Nogueira

Nok Nogueira

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *