Isto é Notícia

Enfermeiros de Luanda iniciaram esta segunda-feira greve por tempo indeterminado

Partilhar conteúdo

O Sindicato dos Técnicos de Enfermagem de Luanda (SINTENFL) iniciou, esta segunda-feira, 20, uma greve por tempo indeterminado, suspensa há mais de 30 dias, para reivindicar as péssimas condições laborais e o pagamento do décimo terceiro mês aos profissionais que participaram do concurso público de 2018.

O sindicato esclareceu que o retorno à greve se deve ao facto de o governo de Luanda não ter satisfeito, até ao momento, os pontos constantes do caderno reivindicativo apresentado em Fevereiro do ano em curso.

O secretário-geral do SINTENFL, Afonso Kileba, explicou à imprensa que a decisão de retorno à greve foi deliberada numa assembleia de trabalhadores, na última quarta-feira, dia 16.

Afonso Kileba esclareceu que, enquanto durar a greve, serão prestados os serviços mínimos nos bancos de urgência, salas de parto, bloco operatório e cuidados intensivos, mas com equipas reduzidas a 50 por cento.

A greve visa exigir a abertura de concurso público para actualização das categorias e a criação de condições para segurança no local de trabalho, devido ao aumento de casos de agressões físicas contra enfermeiros, a falta de materiais gastáveis, reposição dos índices salariais, contra a retirada da compensação financeira, alimentação e subsídio de transporte.

Em menos de cinco meses, esta é a terceira greve convocada pelos enfermeiros. A 16 de Agosto, a acção grevista foi suspensa por 30 dias, depois de um encontro entre a Direcção Provincial da Saúde e o Sindicato dos Técnicos de Enfermagem.

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *