Isto É Notícia

Artista plástico Januário Jano entre os finalistas do Prémio Norval Sovereign African Art Prize

Partilhar conteúdo

O artista angolano Januário Jano, um dos nomes cimeiros das artes plásticas angolanas no plano internacional, faz parte da lista de finalistas da 2.ª edição do Prémio Norval Sovereign African Art Prize, que dá a oportunidade de realização de uma exposição individual na Norval Foundation, na Cidade do Cabo, na África do Sul.

A organização do prémio, que prevê um valor pecuniário na ordem dos R500.000 Rand sul-africano (USD 29.050,43), recebeu mais de 300 inscrições de artistas de 37 países africanos, com maior destaque para o Zimbabwe, Marrocos, Angola e Nigéria, tendo, a nível dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), ficado apurados para a corrida final o angolano Jano Januário e o moçambicano Mário Macilau.

A iniciativa, que junta a Norval Foundation à Sovereign Art Foundation, visa beneficiar artistas contemporâneos que trabalham em África ou na diáspora africana, aumentando a sua projecção internacional. Nesta segunda edição, o prémio celebrará a arte de alguns dos mais importantes artistas contemporâneos no activo.

A selecção dos primeiros 30 finalistas ao prémio esteve a cargo de um painel de cinco especialistas em artes de nível mundial, a saber:

O escritor, curador e director de museu, David Elliott; a directora de exposições, do Museu de Arte Contemporânea Africana Al Maaden, Janine Gaëlle Dieudji; o curador da Fundação Norval, Khanya Mashabela; a curadora de exposições e consultora de arte contemporânea, Marie-Ann Yemsi; e o director executivo, director e design do Museum Londres, Tim Marlow.

Para os dois últimos finalistas, o público em geral é convidado a votar online ou pessoalmente na sua obra favorita, na exposição, e o artista mais popular receberá o prémio do voto do público.

ISTO É NOTÍCIA

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *