Bento Bento orienta “ocupação imediata” do Largo 1.º de Maio com propaganda eleitoral do MPLA

O primeiro-secretário provincial do MPLA em Luanda, Bento Joaquim Sebastião Francisco Bento ‘Bento Bento’, orientou, durante um encontro na semana passada, os secretários municipais e distritais do partido do governo a elaborarem um plano estratégico de ocupação dos largos e praças da cidade capital com propaganda eleitoral, tendo dado indicações expressas para que fosse ocupado, de imediato, o Largo 1° de Maio, apurou o !STO É NOTÍCIA de fonte partidária.

O referido plano deverá, segundo indicações dadas por Bento Bento aos responsáveis das estruturas de base do partido dos ‘camaradas’, obedecer a uma programação interna de cada município ou distrito, cabendo aos primeiros secretários a missão de transformarem os Comités Municipais e Distritais do Partido (CMP/CDP) em “comissões de estratégias para a campanha eleitoral”.

Para efeito, o principal cabo eleitoral do MPLA na maior praça política do país deu orientações para que fossem incluídos os três órgãos do partido, isto é, os comités municipais e distritais, assim como os Comités de Acção do Partido (CAP), aos quais se devem juntar os administradores locais, de quem Bento Bento reclamou por notar, em alguns casos, um certo distanciamento com as causas do partido ou pouca colaboração por parte destes.

As orientações foram baixadas em sede do único encontro realizado, que serviu debalanço do acto de massas do passado dia 30 de Abril do corrente ano, a “Marcha de Exaltação das políticas Sociais do Executivo no sector da Saúde”.

No referido encontro, Bento Bento saudou os militantes do MPLA de Luanda, ali representados pelos presentes, elogiando os primeiros secretários municipais, distritais e responsáveis dos CAPs, pelo papel preponderante jogado na mobilização dos cidadãos que acorreram à marcha.

No entanto, o primeiro-secretário do MPLA em Luanda não deixou de anotar e criticar de forma aberta a “desordem e rixas” entre alguns militantes, verificada em alguns municípios, por causa dos meios destinados à distribuição, antes e depois do acto de massas.

Bento Bento fez vários reparos a respeito do sucedido, acabando por ficar definido, para uma melhor organização das próximas actividades, que fossem os próprios distritos a fazer a gestão dos recursos financeiros disponíveis em actos como o do dia 30 de Abril.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.