Bancos comerciais desembolsaram mais de dez mil milhões de kwanzas em créditos no mês de Maio

Os bancos comerciais concederam ao sector real da economia créditos avaliados em 11,95 mil milhões de kwanzas, valor que representa um crescimento na ordem dos 4,55% face ao mês de Abril do corrente ano.

Segundo o Relatório de Acompanhamento ao Crédito do Banco Nacional de Angola (BNA), tornado público na semana passada, em Maio deste ano foram despendidos um total de quatro novos créditos, no âmbito do Aviso n.º 10/2020, de 3 de Abril do banco central, perfazendo um total de 233 créditos concedidos, dos quais 179 com desembolsos efectivos.

Em termos de valor financeiro, o total de créditos corresponde a 506,97 mil milhões de kwanzas, equivalente a 789,68 milhões de dólares americanos.

Publicado em Abril de 2020, o Aviso do banco central estabelecia que “as Instituições Financeiras Bancárias devem estimular e priorizar as operações de crédito apresentadas por Cooperativas Agrícolas e por Pequenas e Médias Empresas (PMEs)”.

Nesse sentido, os bancos Banco de Fomento Angola (BFA), Banco de Negócios Internacional (BNI), Banco Keve, Banco BIR e BMF, além de outros como o ATL, BCGA, BCH, SBA, BOCLB, BPG, BVB, FNB, YETU e VTB, cumpriram, até ao final do mês transacto, a barra mínima de concessão de crédito, que correspondeu a 2,5% do activo líquido de cada um dos operadores.

“O saldo do crédito contratualizado por cada Instituição Financeira Bancária, no fecho de cada exercício, deve corresponder a, no mínimo, 2,5% do valor total do activo líquido registado no seu balanço a 31 de Dezembro do ano anterior”, orienta o Aviso 10/20 do BNA.

Para as instituições que não cumprem os limites e outros requisitos de concessão de crédito estabelecidos, o banco central tem a competência de decidir as sanções a serem aplicadas.

Os créditos concedidos pelos bancos comerciais são destinados ao fomento da produção de bens essenciais que apresentam insuficiências de oferta na produção nacional.

Jaime Tabo

Jaime Tabo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *