Seis crianças morrem após explosão de um morteiro no Kuando Kubango

Seis crianças morreram e uma ficou ligeiramente ferida, na sequência da deflagração de um engenho, na quarta-feira, 24, na localidade do Ndzonde, a cerca de 12 quilómetros da cidade de Menongue, na província do Kuando Kubango,

O facto ocorreu às 9h00 da manhã, quando as crianças tentavam abrir um morteiro de 60 milímetros, numa área considerada livre de minas, onde há mais de 15 anos foram realizados trabalhos de desminagem.

Constantino Chinoia, de 47 anos, pai de duas das vítimas do incidente, disse, em declarações ao Jornal de Angola, que, apesar dos trabalhos de desminagem desenvolvidos na zona em que cultivavam, havia muitos metais estranhos no local.

Após a explosão, os seis corpos das vítimas foram levados para a morgue do Hospital Geral de Menongue, enquanto a única criança sobrevivente, com ferimentos leves, teve alta depois de ser assistida pelo corpo clínico daquela unidade hospitalar.

Em reacção ao sucedido, o governo do Kuando Kubango emitiu uma nota de condolências na qual afirma ter tomado conhecimento do acontecimento com “profunda tristeza”, incidente que retirou de famílias vidas na flor da idade.

“A nossa tristeza é tanto maior quando sabemos que esta tragédia que se abateu sobre o nosso povo heróico e generoso deixa-nos preocupados, pelo facto de termos sido abalados, há pouco menos de três meses, por um acidente de viação que vitimou mortalmente seis cidadãos da mesma família, que saíam do campo, na localidade do Kapindji Grande, em Menongue”, lê-se na nota do governo local.

Adelino Kamongua

Adelino Kamongua

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *