Isto é Notícia

Sanções impostas à gigante russa Alrosa estremecem Sociedade Mineira de Catoca

Partilhar conteúdo

O governo dos Estados Unidos da América (EUA) anunciou, nesta quinta-feira, 7, a imposição de sanções contra a gigante russa Alrosa, que explora a mina de Catoca, principal fornecedora de diamantes no país. A medida bloqueia o acesso dos dois grupos ao sistema financeiro norte-americano.

O subsecretário do Tesouro para o Terrorismo e Inteligência Financeira, Brian Nelson, disse que estas ações, tomadas com o Departamento de Estado e em coordenação com os seus aliados e parceiros, reflectem o esforço contínuo para restringir o aceso do Kremlin a activos, recursos e a sectores da economia que são essenciais para alimentar e financiar a brutalidade do Presidente Vladimir Putin.

Com essa “nova ofensiva” lançada contra um dos seus maiores accionistas, a Sociedade Mineira de Catoca começa a dar sinais de vir a enfrentar uma onda de choque, decorrente das sanções impostas a um dos seus sócios.

No passado mês de Março, o Reino Unido impôs sanções contra a Alrosa e uma fonte da Sociedade Mineira de Catoca assegurou à Agência Lusa que as medidas não iriam afectar a mina de Catoca, tendo descartado a possibilidade de despedimentos.

No entanto, uma outra fonte, contactada pela Voz da América (VOA), no dia 15 de Março, revelou que começaram a faltar peças sobressalentes e máquinas que eram fornecidas por empresas da Bielorrússia, outro país afectado pelas sanções dos Estados Unidos e da União Europeia.

Na ocasião, nem a companhia russa, nem a Endiama ou o governo angolano se pronunciaram a respeito de como as sanções poderiam ou não afectar as operações da Catoca e da Endiama. No entanto, com essa nova ofensiva, a questão fica por esclarecer.

A Alrosa é a maior empresa de mineração de diamantes do mundo e responde por cerca de 90% da capacidade de mineração de diamantes da Rússia, que representa, por outro lado, 28% da produção global. Na Sociedade Mineira de Catoca, a Alrosa detém 41% das acções da empresa.

A gigante russa, que é líder mundial em mineração de diamantes em volume, gerou receitas de mais de 4,2 mil milhões de dólares em 2021, dado que os diamantes são uma das dez principais exportações não energéticas da Rússia.

A Sociedade Mineira Catoca é a quarta maior mina do mundo explorada a céu aberto e a maior empresa no sector diamantífero em Angola, operando desde 1996. Encontra-se localizada no município de Saurimo, província da Lunda-Sul, e possui 639 mil metros quadrados de extensão.

Texto Martinho Chivica/Agências

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *