Isto é Notícia

Portugal: Vitória absoluta do PS continua a ser “manchete” na imprensa

Partilhar conteúdo

A vitória com maioria absoluta do Partido Socialista (PS) nas eleições legislativas de Portugal, realizadas no passado dia 30 de Janeiro, continua a fazer destaque na imprensa lusófona e a ser alvo de análises profundas sobre o futuro político da nação lusa.

Numa reflexão em torno do resultado das legislativas, o analista político português Luís Marques Mendes afirmou que Portugal está perante “um novo ciclo político” no qual defende que António Costa, secretário-geral do PS e primeiro-ministro de Portugal, será “a figura mais importante a seguir à Mário Soares” na história do partido.

“É claramente um novo ciclo político, um tsunami”, começou por afirmar o analista durante um habitual espaço de debate no canal televisivo SIC, acrescentado que “António Costa esmagou a esquerda e saiu reforçado, com maioria absoluta”, facto que, na opinião de Marques Mendes, coloca um “fim à geringonça” no Parlamento português.

“Antes havia um governo minoritário, agora passa a haver um governo de maioria absoluta e de uma enorme maioria absoluta. Antes tínhamos a geringonça; acabou a geringonça, está morta e enterrada, e, provavelmente, para vários anos”, disse o comentador, rematando que “a esquerda levou um murro no estômago”.

Para Luís Marques, Marcelo Rebelo de Sousa tinha toda a razão na actualização da vontade popular, neste cenário de governação “recentrada”, “porque as mudanças são, de facto, brutais”.

As alterações passam ainda pela saída do CDS-PP e do PEV do Parlamento, o que para Marques Mendes “mostra que a lei da vida também se aplica na política”.

“É certo que o PS já tinha tido uma maioria absoluta com José Sócrates, mas esta é muito mais história. José Sócrates estava fresquinho, candidato pela primeira vez a chefe do governo. Agora, António Costa já leva seis anos” na governação, com o “desgaste acumulado”, esclareceu.

O analista considera que a saída de outros partidos políticos se deve a uma crise político-partidária e adianta que António Costa e o PS estão a atravessar um momento histórico.

“Os grandes vencedores são o PS e António Costa”, que alcançaram “uma maioria absoluta que é histórica, que é surpreendente”, afirmou.

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *