Falso médico aplica composição de insecticida, água de colónia e diclofenaco a homem de 60 anos que acaba morto

Um cidadão angolano de 30 anos de idade foi detido, na segunda-feira, 11, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) sob acusação de ter administrado ao cidadão Frederico Cossengue, de 60 anos, uma composição de insecticida, água de colónia e diclofenaco, para curar uma enfermidade, que levou este último à morte. O caso aconteceu no município do Andulo, na província do Bié.

O SIC, que não revelou a identidade do acusado, contou que a tragédia sucedeu no bairro Chivili II, quando o implicado, aproveitando-se da vulnerabilidade e desespero do infeliz, fez-se passar por terapeuta, aplicando-lhe a referida composição, em troca de valores monetários na ordem de dez mil kwanzas.

Horas depois de ter sido injectada a suposta medicação, o paciente teve inflamação na zona da cabeça, seguido de vómitos com sangue, tendo ido a óbito poucas horas depois.

A detenção do acusado ocorreu após os familiares darem a conhecer o sucedido ao SIC local, que desencadeou uma série de diligências que culminaram com a detenção do falso terapeuta, bem como com a recuperação de parte da substância administrada ao homem, para fins de análise laboratorial.

O SIC avançou que o presumível autor já foi presente ao Ministério Público, que aplicou a medida de coacção pessoal mais gravosa, isto é, prisão preventiva, pelo crime de homicídio de forma negligente.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.