Direcção do Petro de Luanda busca experiência em Portugal para implementação da SAD

Numa curta passagem pela cidade de Lisboa, Portugal, com destino à Casablanca (Marrocos), onde a equipa joga esta sexta-feira, 13, a delegação do Petro de Luanda, liderada pelo seu presidente Tomás Faria, reuniu com os responsáveis do Alverca e do Sport Lisboa e Benfica, com a finalidade de trocar experiências para a implementação da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) tricolor.

Segundo apurou o !STO É NOTÍCIA, o elenco do Petro de Luanda pensa em apresentar o projecto SAD aos sócios na assembleia-geral ordinária, que inicialmente acontece no mês de Julho.

Sabe ainda este portal que o “ambicioso” projecto da Sociedade Anónima Desportiva é um dos principais objectivos da gestão de Tomás Faria, que entende o projecto SAD como um factor de atracção de negócios para o Petro de Luanda.

Já constituída pelo Cartório da Comarca de Luanda, na assembleia-geral de Julho próximo, a estreia da SAD no clube será apenas para o futebol, modalidade na qual o clube é o mais titulado, com 15 troféus a nível do campeonato nacional da primeira divisão (Girabola).

O grupo que trabalhou nesta quinta-feira, 12, em terras lusas justificou o encontro com o objectivo de adquirir mais conhecimentos sobre o funcionamento de uma SAD. Quer o Sport Lisboa e Benfica, como o Alverca, são instituições desportivas que funcionam há largos anos com esta estrutura de negócios.

Com a missão hercúlea, nesta sexta-feira, 13, a equipa do Petro de Luanda defronta o Wydad de Casablanca de Marrocos, para a Liga dos Clubes Campeões África, em partida referente à segunda-mão das meias-finais.

No jogo da primeira-mão, diante do seu público, os tricolores perderam, no 11 de Novembro, por 3-1, baralhando as contas para a passagem para a final que será inicialmente disputada no Senegal.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.