Isto É Notícia

BFA arrebata prémio ‘Banco Oil & Gas’ 2022

Partilhar conteúdo

O Banco de Fomento Angola (BFA) foi distinguido com o prémio ‘Banco Oil & Gas’, que premia o operador bancário que mais contribui para a promoção da indústria de petróleo e gás a nível do país. A gala de premiações ‘Angola Oil & Gas’ 2022 é uma iniciativa privada da consultora nacional Petroangola.

Na gala, realizada no último sábado, 19, numa das unidades hoteleiras da capital, foi enaltecido o contributo do BFA na promoção das empresas do sector petrolífero local, com realce para o apoio que a instituição bancária tem dado directamente às empresas do sector.

A petrolífera privada nacional Somoil e a multinacional francesa TotalEnergies foram também galardoadas na gala, tida como 0 maior evento nacional de premiações ligadas ao sector petrolífero.

Ao presidente do Conselho de Administração da petrolífera privada nacional, Edson dos Santos, coube o prémio ‘Executivo do Ano’, por ter conduzindo os destinos da maior operadora privada de Angola, cuja aposta é o aumento dos níveis de produção de crude.

Com participações nos blocos 14, 18 e 31 no offshore angolano e operadora nos blocos 2/05, a Somoil prevê, para 2025, uma produção na ordem dos 40 mil barris dia (KBPD).

Já a conceituada multinacional TotalEnergies arrebatou os prémios nas categorias de ‘Companhia Operadora do Ano’, por ter contribuído, entre 2021 e 2022, com cerca de 45% da produção total do país; e de ‘Empresa Distribuidora de Combustíveis do Ano’, por ser detentora de 47 postos de abastecimento de combustíveis e lubrificantes em dez províncias do país, com uma participação de 5% no mercado nacional.

Operando nos blocos 17 e 32, assim como 17/06 e 16 e 48, que se encontra actualmente em fase de exploração, a empresa francesa também tem participações nos blocos 14, 14K e no 0.

O prémio ‘Companhia Exploradora do Ano’ foi entregue à Azule Energy, pelos seus muitos feitos ao longo dos anos 2021/2022 no sector, com destaque para as pesquisas feitas em áreas de desenvolvimento das concessões petrolíferas, descobertas de novos recursos de petróleo e gás, entre outros.

No evento, foi igualmente distinguida a empresa angolana Cabship, ligada à gestão da cadeia de abastecimento e logística, premiada na categoria de ‘Conteúdo Local’, e a PLuspetrol, que venceu o prémio de ‘Responsabilidade Social Corporativa do Ano’, depois de se ter destacado na construção de projectos ligados à água, à energia (painéis solares) e à manutenção de salas de aula em algumas localidades de Cabinda.

Por fim, o especialista em petróleo e gás, Arnaldo Lago de Carvalho, com mais de 40 anos de experiência no sector, foi distinguido com o ‘Prémio de Carreira’, pelo seu vasto contributo para o progresso da indústria petrolífera angolana, com destaque para a criação e gestão de várias empresas que se destinam a prestar serviços impactantes na economia nacional.

Durante a gala, foram homenageados e premiados empresas e individualidades que tiveram um desempenho impactante durante o ano corrente, por terem contribuído de forma positiva para o desenvolvimento dos segmentos de exploração, refinação, transporte e distribuição da indústria petrolífera angolana.

ISTO É NOTÍCIA

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *