Sobrinhos carbonizam tio para se tornarem responsáveis pela criação de gado

Um homem de 46 anos de idade, que em vida respondia pelo nome de Augusto Pascoal, foi morto, no município de Buengas, província do Uíge, pelos seus sobrinhos, por não concordar que lhe fosse retirada a responsabilidade de criação do gado bovino de seu irmão que se encontra a residir em Luanda.

Informações avançadas pelo SIC, apontam que os dois sobrinhos pretendiam que fossem eles a cuidar da criação e comercialização do gado, mas a vítima se negou e, como resultado, os dois jovens atearam fogo à sua residência, acabando na morte da vítima.

Ao que apurou o SIC, os envolvidos quiseram passar a ideia de que se tinha tratado de um incidente. Versão contrariada após um trabalho de inteligência criminal no local, que ajudou a descobrir que o incêndio esteve associado ao crime de homicídio qualificado na razão dos meios, de tal modo que, para o efeito, os acusados tinham utilizado gasolina.

Em comunicado, o SIC avançou que, os dois jovens, de 25 e 28 anos de idade, foram detidos nesta segunda-feira, 27, e que foram presentes ao Ministério Público para conhecerem a medida de coacção.

Avatar

Isto É Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.