Rússia. Putin proíbe importação e exportação de matérias-primas até ao final do ano

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou, na terça-feira, 8, um decreto presidencial proibindo a importação e exportação de matérias-primas de/e para o seu país até 31 de Dezembro deste ano.

A decisão foi divulgada horas depois de o Presidente norte-americano, Joe Biden, ter anunciado a proibição da importação de petróleo e energia russa provenientes da Rússia, por parte dos Estados Unidos da América (EUA), como medida para sancionar Moscovo pela invasão à Ucrânia, informou a imprensa estatal russa RIA.

Sem ainda divulgar a lista dos produtos que serão proibidos, o governo russo avançou que o decreto vai restringir-se a alguns países, que serão conhecidos dentro de alguns dias.

De acordo com a imprensa local, a nova medida não se aplica a produtos transportados pela população através das fronteiras.

O governo de Moscovo afirma que a restrição faz parte do conjunto de decisões tomadas pela Rússia para se defender das sanções já impostas ao país pelos EUA e aliados durante a guerra com a Ucrânia, adiantando que a regulamentação da nova medida será feita pelo Conselho de Ministros.

Na semana passada, em resposta às sanções, a Rússia tinha ameaçado cortar o fornecimento de gás para a Europa, caso as penalizações económicas sejam impostas ao sector energético do país.

A medida foi discutida por países da União Europeia, mas não foi aprovada até que fontes alternativas sejam encontradas.  A Rússia é o principal fornecedor de gás e combustível da região europeia.

*Com Agências

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.