Isto É Notícia

RDC. Homem morto por parceiro e deitado a rio ‘infestado’ de crocodilos

Partilhar conteúdo

Um homem australiano foi morto e deixado num rio ‘infestado’ por crocodilos pelo companheiro e por um amigo deste, na República Democrática do Congo (RDC).

O parceiro de Mark Ciavarella, de 57 anos, temia que, caso este regressasse ao país natal, o deixasse sem nada.

O australiano, que vivia há seis anos naquele país e era professor de música numa escola internacional, foi dado como desaparecido em Outubro de 2022, segundo conta o 7 News.

A sua família e amigos mostraram-se muito preocupados com o desaparecimento, uma vez que todos os seus pertences continuavam no seu apartamento em Brazzaville, excepto o seu telemóvel.

Um vídeo divulgado em Novembro parece, contudo, ‘desvendar’ o mistério. Nas imagens, Bebeka Clement, parceiro de Ciavarella, e um amigo, mostram-se algemados um ao outro, contando que colocaram veneno numa bebida do australiano e, depois de morto, embrulharam-no e atiraram-no de uma ponte, para as águas do Rio Congo.

“Depois de ele ter bebido o veneno, adormeceu e, após cerca de 35 minutos, estava morto”, disse o amigo de Clement.

Segundo o parceiro de Ciavarella, terá sido o seu amigo a planear o assassinato.

“Se tivesse sido um acidente ou uma doença, seria mais fácil de aceitar. Mas o facto de o terem matado e dados aos crocodilos está a matar-nos, é muito doloroso imaginar os seus últimos momentos, estamos absolutamente arrasados”, disse o irmão de Ciavarella, Darren, ao Daily Telegraph.

De acordo com Darren, que terá falado com o irmão no dia antes do seu desaparecimento, Mark estava ansioso por regressar à sua vida na Austrália.

O par foi acusado de homicídio e deverá ser julgado em Março.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *