Peça teatral ‘Asfixiados por Elas’ aborda a obsessão nos relacionamentos amorosos e fraternos

Depois do sucesso da peça teatral ‘Loucas por PSM’, a produtora cultural Light Life regressa com a nova comédia ‘Asfixiados por elas’. O drama que estreou em Outubro pretende levar ao delírio os amantes da arte de representar em dois espectáculos, agendados para o dia 4 de Dezembro, em Benguela, no Cine Monumental, e 11 de Dezembro, em Luanda, no Royal Plaza às 18h00.

A peça retrata a história de um grupo de amigos que se reencontram num bar, depois de alguns anos. Numa conversa descontraída e animada, estes vão aflorando as suas aflições, conflitos conjugais e as armadilhas do destino que a vida pode pregar a cada ser humano.

O actor Áurio Quicunga vai dar vida a Óscar, um jovem casado com uma mulher extremamente obcecada e desconfiada do mesmo, apesar de Óscar esforçar-se por demonstrar fidelidade e boa conduta; Simão Paulo vai representar Estevão, um ‘pai-coruja’, bastante apegado à filha Anabela, que por vezes exagera nos cuidados e mimos só para o bem de Ana, que tem o pai como seu ídolo;

Talibam, como é popularmente conhecido, encarna Santiago, um jovem empresário e casado, que começa a ver a vida complicada quando a sua actual amante Clarice se torna obcecada, fanática e viciada por ele; Betinho, personagem interpretado por Pedro Fernandes é um homem de 39 anos de idade, que ainda vive com a mãe, que o tem como um ‘bebezinho’;

‘Asfixiados por Elas’ é uma comédia idealizada por Helena Moreno, CEO da produtora Light Life, e escrita por Áurio Quicunga, que conta com a encenação de Hilácio Belson. O espectáculo reúne, no mesmo palco, os actores Áurio Quicunga, Simão Paulo, Pedro Fernandes e Eduardo Kialanda (Talibam).

Os ingressos estão à venda ao preço de três mil kwanzas, em Benguela, e em Luanda podem ser adquiridos no valor de seis mil kwanzas, o ingresso normal, e dez mil kwanzas, para a área vip.

A Light Life, que em português significa Vida Leve, é uma produtora cultural que chegou ao mercado há pouco menos de seis meses, e que tem como mentora e CEO a actriz angolana Helena Moreno.

Irinea Lukombo

Irinea Lukombo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *