Isto é Notícia

Pai morre com a família na cerca eléctrica instalada para inibir marginais

Partilhar conteúdo

Um jovem de 23 anos de idade morreu, na semana passada, electrocutado com o filho de um ano e a mulher de 20, quando foram atingidos por um fio ligado à cerca eléctrica instalada na residência do casal para inibir acções de criminosos, na província do Uíge.

A informação foi avançada pelo porta-voz da Delegação Provincial do Ministério do Interior no Uíge, Zacarias Fernando, quando falava à imprensa em reacção ao caso ocorrido no bairro Papelão.

As constantes acções criminosas teriam motivado a instalação da cerca eléctrica, uma vez que o casal já tinha sido vítima de um assalto orquestrado por um grupo de marginais não identificados. Na tentativa de reforçar a segurança na residência, o jovem pai electrificou o muro da habitação e alguns acessos.

“O assalto criou algum sentimento de insegurança, o que levou o marido a electrificar a casa, partindo das janelas, portas e até o tecto”, contou Zacarias Fernando à imprensa.

Informações apuradas no local do acontecimento apontam que a electrocussão atingiu primeiro a mulher, que carregava o filho, quando esta se deslocava do quarto para a sala, entrando em contacto com um fio ligado à rede eléctrica, que vitimou igualmente o esposo, quando este tentou socorrer os dois.

Os corpos das vítimas foram removidos pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) quatro dias depois já em estado de putrefacção. Após sucedido, as autoridades policiais apelaram aos cidadãos a procurarem por especialistas quando quiserem instalar cercas eléctricas ou vedações.

*Com a Rádio Nacional de Angola

Bernardo Pires

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *