Moçambique. Polícia diz que moradores enterraram vivas sete pessoas por alegado roubo de gado

 Moçambique. Polícia diz que moradores enterraram vivas sete pessoas por alegado roubo de gado

Três agentes da polícia, um militar e três civis foram, supostamente, enterrados vivos acusados de roubo de gado no posto administrativo de Maluana, no distrito da Manhiça, na segunda-feira, 20, revelou na sexta-feira, 24, o chefe do Posto Administrativo.

“O caso ocorreu no dia 20, quando um criador de gado notou que havia invasores no seu curral. Ele chamou a população e os supostos meliantes foram amparados e enterrados vivos”, disse Juvenal Sigauque a jornalistas.

Entretanto, agentes da polícia deslocaram-se ao local para tentar encontrar os corpos dos alegados meliantes e foram também presos, torturados e enterrados vivos.

A polícia deteve os possíveis autores do crime, o que enfureceu os populares que na tarde de sábado dirigiram-se ao posto policial para a exigir a sua libertação.

Desconhecem-se mais detalhes e se os corpos foram exumados, como pretendia a polícia.

*Texto Voz da América

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.