Isto é Notícia

Ministério das Finanças denuncia “garantia falsa para subsídios de negócios” em nome de Vera Daves

Partilhar conteúdo

O Ministério das Finanças lançou, na segunda-feira, 31, um alerta para uma alegada tentativa de burla que usa uma falsa garantia com a assinatura da ministra de tutela, Vera Daves de Sousa, para um suposto fundo de subsídios de negócios.

Na nota de esclarecimento a que este portal teve acesso, o Ministério das Finanças refere que o “documento falso tem como assunto ‘Aprovação do Fundo de Subsídio de Negócios’”, datado de 19 de Outubro de 2022, e com o número de série MIN/GAO/B9-FIN16.

Aquele departamento ministerial esclarece que o documento apresenta uma assinatura falsificada em nome da ministra Vera Daves de Sousa, no qual, supostamente, a ministra certifica que o seu “escritório confirma o recebimento de seu formulário de inscrição enviado [para] um programa de subsídio corporativo”.

O mesmo documento dá igualmente nota de que seriam alocados fundos do orçamento actual, para atender à suposta solicitação.

“O Ministério das Finanças desmente a autenticidade de tal documento, cujo conteúdo, natureza e assinaturas são completamente falsos, além de repudiar e demarcar-se desta tentativa de burla”, sublinha a nota.

O Ministério das Finanças acredita tratar-se de “uma rede de falsificadores” e burlões, mas assume estar seguro de que as instâncias competentes, em matéria policial e judicial, “farão as diligências necessárias para a sua neutralização e penalização”.

À sociedade, em especial à classe empresarial, o Ministério das Finanças apela a que se atenham de tais procedimentos e que confirmem sempre a veracidade deste tipo de documentos e denunciem às autoridades a sua proveniência.

Para responder e dar tratamento às mais variadas preocupações dos cidadãos e empresas, o Ministério das Finanças colocou à disposição todas as suas áreas orgânicas e organismos tutelados habilitados para o efeito.

O órgão ministerial aconselha ainda os cidadãos a absterem-se de práticas similares, forjadas na tentativa de burlar ou lesar o bom nome da instituição e dos seus líderes de topo, reforçando o seu empenho no sentido de fazer com que todos os malfeitores, incluindo aqueles que recorrem ao uso de contas falsas nas redes sociais, sejam exemplarmente punidos.

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *