Mali. Acusado de atentado contra o Presidente interino morre no interrogatório

O governo maliano anunciou a morte, durante o interrogatório, do homem acusado de tentativa de homicídio contra o Presidente de Transição do país, coronel Assimi Goita.

Segundo a Lusa, a informação foi avançada através de um comunicado do governo, tornado pela estação pública ORTM, que adiantou que “durante as investigações, o estado de saúde do suspeito degradou-se”, tendo sido levado ao hospital, onde veio a falecer.

O indivíduo, cuja identidade não foi divulgada, tentou, na passada terça-feira, esfaquear o coronel Assimi Goita, durante a oração muçulmana do Eid al-Adha, na grande mesquita de Bamako.

Na sequência, o líder maliano foi imediatamente protegido pelos guarda-costas, que dominaram o agressor, saindo ileso do ataque.O agressor ficou detido durante uma semana e foi alvo de um inquérito por tentativa de homicídio qualificado e atentado contra a segurança do Estado.

O coronel Assimi Goïta é um oficial militar e líder do Comité Nacional para a Salvação do Povo, uma junta militar que tomou o poder, após o golpe de Estado em Agosto de 2020 contra o então Presidente Ibrahim Boubacar Keïta.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *