Mais de 79% da população empregada encontra-se no sector informal

 Mais de 79% da população empregada encontra-se no sector informal

Num universo de 11 milhões e 370 mil e 798 empregados, cerca de nove milhões (79,3%) pertencem à lista dos trabalhadores em actividades informais, 5,6 milhões são homens e 5,7 milhões mulheres, apurou o !STO É NOTÍCIA através da Folha de Informação Rápida (FIR) do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

No segundo trimestre do ano corrente, o número de empregados no sector informal aumentou 5,5 pontos percentuais (pp), em termos homólogos, porém baixou 0,3 pontos percentuais face ao trimestre imediatamente anterior.

De acordo com os dados do INE, a maioria dos empregados no sector informal foram trabalhadores por conta própria (49,5%), trabalhadores familiares (29,8%) e trabalhadores para o consumo próprio (12,2%).

A consulta à FIR permitiu, igualmente, apurar que a taxa de emprego informal é maior na área rural (95,0%) em relação à área urbana (65,4%), sendo que o grupo etário dos 15 a 24 anos apresenta a taxa de informalidade mais alta.

No período em apreciação, a população jovem desempregada aumentou em mais 89.278 pessoas, reflectindo também o aumento da população economicamente activa, que aumentou 4,8% face ao segundo trimestre de 2021.

No capítulo dos indicadores informais, o INE define  como trabalhador informal aquele cidadão com 15 ou mais anos de idade, empregado no sector privado, em cooperativas, associações, igrejas, organizações não-governamentais (ONG), ou por conta própria, e que se encontra numa destas seguintes situações: trabalhando em qualquer unidade de produção de bens ou serviços, não registada junto dos órgãos públicos; não beneficia de qualquer apoio social (férias anuais pagas, seguro de saúde […]; e não está inscrito na segurança social.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.