Kabuscorp regressa ao Girabola dois anos depois de ser afastado por ordem da FIFA

O Kabuscorp do Palanca confirmou neste sábado, 7, o regresso à primeira divisão do campeonato nacional de futebol (Girabola), dois anos depois de ter sido despromovido pela Federação Angolana de Futebol (FAF), em cumprimento de uma orientação da Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Para concretização do efeito, a formação do Palanca teve de empenhar-se para vencer, por 2-1, a sua congénere do ASK Dragão do Uíge, no estádio 1.º de Maio, em Malanje. No final da partida, o presidente do clube, Bento Kangamba, reconheceu, em declarações à imprensa, que a sua “equipa foi a que melhor se esforçou para vender o jogo”.

Kangamba deixou um alerta aos clubes do Girabola, principalmente os principais adversários, que a sua formação “regressa à primeira divisão para ficar e disputar os lugares de topo com os grandes do campeonato”.

“Estamos de regresso à primeira divisão. Vamos formar uma grande equipa e fazer bons jogos. Este é um aviso ao Sagrada Esperança, ao Petro de Luanda, ao 1.º de Agosto e a todos aqueles que lutam por estar nos lugares cimeiros da prova”, alertou Bento Kangamba, que agradeceu o povo malanjino, pela forma como apoiou a sua equipa.

O Kabuscorp foi despromovido administrativamente para a segunda divisão em 2019, devido ao incumprimento do prazo de pagamento de uma dívida que tinha com o antigo internacional brasileiro Rivaldo. O avançado brasileiro Rivaldo jogou no clube em 2012 e reclamava uma dívida de 750 mil dólares não paga até 2019.

Com a disputa do jogo em Malanje e o resultado obtido, a equipa da ‘Rua F’ do Palanca completou o quadro das três equipas que sobem de divisão. Além do Kabuscorp, subiram para o principal escalão do futebol nacional as equipas do Sporting Clube de Benguela e do Progresso da Lunda-Sul.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *