Guiné-Bissau. Domingos Simões Pereira impedido de sair do país

O presidente do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, foi nesta sexta-feira, 23, impedido de fazer o check-in no voo da Euroatlantic com destino a Lisboa, por conta de ordens superiores.

O líder do PAIGC, que confirmou pessoalmente o impedimento à agência Lusa, juntou-se a uma lista na qual já estava o empresário guineense Veríssimo Nancassa, próximo do PAIGC, que também foi impedido de viajar em Junho deste ano por “ordens superiores”.

“Eu enviei uma pessoa para fazer o check-in e apareceu uma senhora a dizer que não posso fazer o check-in e viajar por ordens superiores”, contou Domingos Simões Pereira à Lusa.

O líder do PAIGC já prometeu que vai pessoalmente ao aeroporto internacional Osvaldo Vieira, em Bissau, para perceber exactamente quais são as “ordens superiores”.

Na imprensa guineense já havia anunciado em Junho a existência de uma lista de entidades que estão impedidas de sair do país, na sequência do impedimento de que foi alvo o empresário Veríssimo Nancassa.

Na altura, as autoridades guineenses, nomeadamente o Ministério do Interior, disseram desconhecer totalmente a existência de qualquer lista.

*Com a Lusa

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *