Guardião da Igreja Nova Apostólica mata cidadão à paulada por alegada prática de feitiçaria

Um cidadão de 73 anos de idade foi esta semana detido e presente ao Ministério Público, depois de ter morto à paulada, um cidadão de 63 anos de idade, por alegada prática de feitiçaria. O facto deu-se no interior de uma igreja, no município do Cuango, Lunda-Norte, após o primeiro cidadão encontrar o segundo totalmente despido no local de culto religioso.

De acordo com informações avançadas à imprensa, o infortúnio teve lugar no interior da Igreja Nova Apostólica, quando a vítima foi encontrada pelo presumível autor, que, mediante o que enxergava, interpretou que estivesse diante de um suposto feiticeiro. Razão pela qual lhe bateu repetidas vezes com um pau até que a vítima conheceu a morte.

A detenção do presumível autor ocorreu no bairro Bala-Bala, pelos efectivos do Serviço de Investigação Criminal (SIC), mediante uma denúncia popular. O SIC confirmou a detenção, avançando que o cidadão ora detido já foi apresentado junto do magistrado do Ministério Público.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *