Governo gastou perto de 30 biliões kz em liquidação da dívida externa no segundo trimestre de 2021

O Ministério das Finanças fez saber, recentemente, através do seu habitual Relatório de Execução Trimestral, que o governo angolano desembolsou, no segundo trimestre de 2021, perto de 30 biliões de kwanzas para reduzir o stock da dívida externa.

O documento de execução do Orçamento Geral do Estado, referente ao ano de 2021, refere que o stock da Dívida Governamental no segundo trimestre situava-se em 41,9 biliões kz, equivalente a 64,9 mil milhões USD, estando composto por 29% de dívida interna e 71% por dívida externa.

No mesmo relatório é detalhada a execução do serviço da dívida externa, tendo sido feito pagamentos na ordem de Kz 900,4 mil milhões, incluindo capital, juros e comissões, representando assim um aumento de cerca de 0,6% face ao segundo trimestre de 2020.

Comparativamente ao segundo trimestre de 2020, o stock da Dívida Governamental apresentou um aumento de cerca de 12%. A dívida das empresas públicas, designadamente Sonangol e TAAG, cifrou-se em 2,6 biliões kz, equivalente a 4,1 mil milhões USD, representando um aumento de cerca de 4% face ao segundo trimestre de 2020.

O stock da Dívida Pública, que engloba a Dívida Governamental e a Dívida das Empresas Públicas, situou-se em torno de Kz 44,6 biliões equivalente a 69 mil milhões USD.

A dívida pública de Angola, segundo o Ministério das Finanças, está orçada em 67,5 mil milhões USD, e a China aparece no topo da lista como o maior credor.

*Texto Martinho Chivica

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.