Isto é Notícia

Esposa do jornalista da Rádio Despertar Cláudio Emanuel volta a sofrer atentado de um ‘desconhecido’

Partilhar conteúdo

Pouco menos de dois desde o último episódio registado, a mulher do jornalista da Rádio Despertar Cláudio Emanuel, mais conhecido por ‘Cláudio In’, voltou, uma vez mais, a ser vítima de um atentado de indivíduos não identificados, denunciou esta segunda-feira, 21, o próprio jornalista usando as antenas da emissora onde trabalha.

Segundo o jornalista, Ludmila Pinto foi atacada na manhã desta segunda-feira, quando saía do supermercado Kero Kilamba, por um indivíduo não identificado, que a esfaqueou num dos membros inferiores, provocando uma ferida profunda na cocha direita.

“A minha esposa foi atacada hoje, quando saía do Kero Kilamba. Ela estava a andar com o segurança, por causa do que já lhe tinha acontecido. Por precaução, arranjámos um segurança para cuidar da protecção dela. O indivíduo aproveitou-se da distracção do segurança e cortou a minha esposa na perna com uma faca, causando um ferimento profundo”, explicou o jornalista à Despertar.

O profissional da estação radiofónica, com ligações à UNITA, atribui responsabilidades ao governo, acusando-o de estar por detrás dos incidentes, e alega tratar-se de uma perseguição a si e a sua família, por causa do programa radiofónico que faz naquela estação e que é “crítico ao regime do MPLA”.

Cláudio Emanuel aponta, categoricamente, o dedo acusador ao Presidente da República, João Lourenço, e ao chefe dos Serviços de Inteligência e Segurança do Estado (SINSE), Fernando Garcia Miala, de serem os alegados mandantes dos atentados a que sua esposa tem sido vítima, que revelou tratar-se, não do segundo mas sim, do terceiro que a mesma sofre em menos de três meses.

“Estamos a ser vítimas de um ataque brutal de terrorismo por parte do Estado e eu vou chamar as coisas pelo nome. O senhor João Lourenço tem a responsabilidade e o senhor Miala também”, atirou, lamentando que em dois meses, foram atacados mais de uma vez, sem que fossem apuradas responsabilidades dos infractores.

“Nenhuma denúncia, nenhum suspeito, nem nada. Isto não pode estar a acontecer assim”, disse, indignado o jornalista, afirmando ter a clara ideia de que o que está a ser feito não é um acto praticado por um amador, mas sim um profissional.

A mesma denúncia, o jornalista da Rádio Despertar revelou que recebeu uma mensagem anónima via WhatsApp, com um conteúdo intimidador, ameaçando a sua esposa de morte. “Vais ver a tua mulher a morrer aos poucos. Já mandei recado para o teu Boss Adalberto”, dizia o texto da mensagem, segundo o Cláudio Emanuel.

Ludmila Pinto, de acordo com as informações avançadas pelo esposo, foi levada para uma clínica para lhe serem prestados os primeiros socorros, mas, dada a gravidade do ferimento, foi transferida para o Hospital Geral de Luanda (HGL).

Crimes sem rosto

Agastado com a situação, Cláudio Emanuel lamenta o silêncio das autoridades policiais que, até ao momento, nada disseram ou fizeram para apurar quem são os autores de tais ataques.

“Até agora, não há nenhum pronunciamento das autoridades policiais. O SIC [Serviço de Investigação Criminal] esteve em minha casa, quando fomos atacados em casa e até agora não disse nada, não levantou nenhuma evidência e não mostrou quaisquer suspeitas de quem terá cometido estes actos bárbaros. Não dizem nada sobre como está a investigação. Isto é gravíssimo”, lamentou.

Contactado pelo !STO É NOTÍCIA, o porta-voz do SIC, superintendente Manuel Halaiwa, disse que a instituição não recebeu qualquer denúncia sobre o ocorrido desta segunda-feira, tendo assegurado apenas que “serão feitas as diligências no sentido de apurar mais dados sobre o sucedido e que, no momento oportuno, aquele órgão de investigação criminal irá pronunciar.

No passado mês de Agosto, em pleno ambiente de campanha eleitoral, dois indivíduos mascarados invadiram a residência do jornalista, sita na centralidade do KK500, e espancaram e torturaram Ludmila Pinto, efectuando 16 cortes nos braços. Ao abandonarem a residência, os seus agressores deixaram um recado ao marido: “Foi um aviso”.

Conhecido pelo seu programa de entretenimento, intitulado ‘In’, Cláudio Emanuel Pinto é um radialista popularmente conhecido por ‘King’ e o seu programa é dos mais ouvidos na Rádio Despertar.

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *