Crédito à Economia Real cresceu 19,7% em Janeiro deste ano

A banca comercial angolana financiou, em Janeiro deste ano, um total de 29 novos créditos ao sector real da economia, no âmbito do Aviso n.º10/20­ ­— que obriga os bancos a concederem créditos à economia real —, perfazendo um total de 487 créditos concedidos, dos quais 403 com desembolsos efectivos, avançou esta segunda-feira,14, o Banco Nacional de Angola (BNA).

Em termos de valor financeiro, o crédito concedido corresponde ao total de 790,49 mil milhões de kwanzas (equivalente a USD 1 494,05 milhões). O valor representa um aumento de 156.17 mil milhões kz (19,7%) em relação aos 634.32 mil milhões kz (USD 1 142,96 milhões), efectuado em Dezembro, de acordo com os cálculos feitos pelo !STO É NOTÍCIA.

O montante desembolsado pelos bancos comerciais, até ao período em referência, totalizou 516,28 mil milhões de kwanzas, representando um acréscimo de 43,66 mil milhões de kwanzas (9,24%) face a Dezembro de 2021.

Dados do banco central demonstram que desde a entrada em vigor do Aviso n.º 10/2020, de 3 de Abril, até Janeiro de 2022, foram criados um total de 30.377 novos postos de trabalho, com realce para a “Indústria de bebidas”, “Indústria alimentar” e “Agricultura”, responsáveis por 23. 705 (56,36%) dos novos postos de trabalho.

Quanto ao montante desembolsado por dimensão de empresa, destaca-se as Grandes Empresas com 253,06 mil milhões de kwanzas (49,62%), seguida das Médias Empresas com 228,34 mil milhões de kwanzas (44,78%) e as Micro e Pequenas Empresas com 15,14 mil milhões de kwanzas (2,97%) e 13,41 mil milhões de kwanzas (2,63%), respectivamente.

Em termos de número de projectos, as Médias Empresas são as mais destacadas com 160 projectos (39,70%), seguida das Pequenas com 120 projectos (29,78%), as Micro com 72 projectos (17,87%) e, por fim, com 51 Projectos (12,66%) aparecem as Grandes Empresas.

No período em referência, foram desembolsados pelos bancos comerciais um total de 403 créditos ao sector real da economia, representando 91,59% do mínimo estabelecido.

No que ao grau de cumprimento do Aviso n.º10/20 diz respeito, pelo menos, 17 (90%) dos bancos abrangidos pelo aviso cumpriram o limite mínimo de 2,50% do seu Activo Líquido, nomeadamente os bancos Millennium Atlântico (BMA), Caixa Geral Angola (BCGA), Comercial do Huambo (BCH), Banco de Comércio e Indústria (BCI), Banco Crédito do Sul (BCS), de Fomento Angola (BFA), BIC, Standard Bank Angola (SBA), Banco de Negócio Internacionais (BNI), Banco Prestígio (BPG), Banco Valor (BVB), Finibanco, Banco KEVE, Banco de Investimento Rural (BIR), Banco YETU, Banco VTB e o BAI Micro Finanças (BMF).

O BAI, BIC e BCGD foram os bancos com mais créditos desembolsados, totalizando 61, 41 e 37 projectos, respetivamente.

Até ao fim do mês de Janeiro deste ano, o total de crédito aprovado ao sector real da economia pelo sector bancário correspondia a 444,87% do valor mínimo estabelecido, sendo que o efectivamente desembolsado representava 290,55% do valor mínimo a ser financiado.

Bernardo Pires

Bernardo Pires

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.