Isto é Notícia

China pondera isenção fiscal a produtos provenientes de Angola

Partilhar conteúdo

O governo chinês está a avaliar a possibilidade da implementação da medida de isenção de tarifas alfandegárias para as exportações angolanas com destino àquele território asiático, que são lideradas pelo petróleo e outros recursos minerais, com destaque para as rochas ornamentais.

A informação foi avançada na última semana pelo embaixador da China em Angola, Gong Tao, revelando que as trocas comerciais entre os dois países atingiram, em 2021, 23,35 mil milhões USD, correspondente a um crescimento de 42%, em termos homólogos.

O diplomata caracterizou as trocas comerciais entre Angola e o gigante asiático como estando a bom ritmo, cifrando-se em 14,42 mil milhões de dólares norte-americanos nos primeiros seis meses de 2022, um aumento de 33%, em relação ao mesmo período de 2021, continuando a China a ser o principal parceiro económico de Angola a nível mundial.

Gong Tao fez saber que no mês de Maio partiu de Angola para a China um navio de carga, transportando cerca de 50 mil toneladas de granito, tendo sublinhado que o país importa de Angola também outros minerais, como alumínio, cobre e produtos derivados, muito usado nas indústrias chinesas, sobretudo na área de construção e tecnologia.

Em contrapartida, do lado chinês são exportados para o território angolano electrodomésticos, máquinas, equipamentos industriais, vestuários, bem como veículos; com os carros chineses a ganharem cada vez mais espaço no mercado angolano.

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *