Centro logístico do BNA não estará pronto este ano como anunciado em 2021

 Centro logístico do BNA não estará pronto este ano como anunciado em 2021

As obras do novo centro logístico (Cash Center) do Banco Nacional de Angola (BNA) só estarão concluídas no próximo ano, e não em Julho próximo, como divulgado em Agosto do ano passado.

A informação foi avançada na sexta-feira,17, pelo administrador do BNA, Pedro Castro Silva, à margem da apresentação do 13.º Relatório Anual sobre Tendências Tecnológicas da Delloitte Angola, instituição de consultoria e auditoria financeira.

De acordo com o gestor, que falava à imprensa no final do encontro, a construção do centro logístico está enquadrada na modernização dos serviços do BNA e poderá ser concluído no próximo ano.

Em Agosto de 2021, em comunicado, o BNA anunciou a abertura de um contrato de construção do referido centro, cujo termino da obra estava prevista para o mês de Julho do corrente ano.

“Hoje em dia, os bancos, quando precisam de levantar notas e moedas, deslocam-se às instalações do BNA, concretamente na marginal, que se tornaram pequenas, por isso é que nós optamos, à luz das melhores práticas, construir na Zona Especial Económica (ZEE) um centro de recolha, tratamento e disponibilização de notas. Prevemos que o projecto termine já no próximo ano”, explicou o administrador do BNA.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração da Delloitte Angola, José Barata, reforçou que as empresas angolanas deveriam apostar mais na capacitação tecnológica.

“A tecnologia sem pessoas não funciona. As pessoas são as chaves para o funcionamento da tecnologia, portanto, acreditar nas pessoas e nas suas capacitações, assim como também nos recursos nacionais, eu diria, essa é a chave de sucesso de qualquer organização”, salientou.

A construção do Cash Center do BNA enquadra-se no âmbito do processo de “modernização da gestão do meio circulante, visando obter o desempenho necessário às configurações exigidas, assentes nas melhores práticas internacionais sobre a matéria.

A sociedade comercial Omatapalo – Engenharia e Construção, SA é a executora da obra, após ter vencido o concurso público para a construção centro logístico vocacionado para o armazenamento, tratamento e distribuição de numerário Cash Center, com um custo avaliado em 32,7 mil milhões kz.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.