Isto É Notícia

Candidaturas para o Prémio de Revelação Literária UCCLA em Língua Portuguesa prolongadas até Fevereiro deste ano

Partilhar conteúdo

As inscrições para a 8.ª edição do Prémio de Revelação Literária UCCLA-CMLisboa-Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa, um prémio destinado a contemplar obras literárias escritas por autores de língua portuguesa, foram prolongadas até ao dia 10 de Fevereiro de 2023, anunciou a UCCLA-União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa.

Para esta edição, são admitidos candidatos singulares, de países de língua oficial portuguesa, com idades não inferior a 16 anos.

Poderão ser inscritos obras escritas no género romance, novela, conto e crónicas, em língua portuguesa, da autoria de autores que nunca tenham publicado uma obra literária, com objectivo de estimular a produção da escrita criativa, lê-se na nota publicada no site da UCCLA.

O vencedor do Prémio será convidado a participar do ‘Encontro de Escritores de Língua Portuguesa’ (EELP), promovido pela UCCLA, designadamente na edição realizada imediatamente após a data de entrega do Prémio.

De acordo com a organização, a atribuição de prémios para os menores de 18 anos ficará sujeita à entrega de declaração de aceitação pelos respectivos titulares do poder paternal.

As candidaturas devem ser submetidas através do correio electrónico, através do endereço do prémio publicado no site da organização.

O prémio, criado em 2015, é uma iniciativa da UCCLA- União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, em conjunto com o Movimento 800 anos da Língua Portuguesa.

Em 2020 foram estabelecidas duas parcerias: uma com a editora ‘Guerra e Paz’, que passará a responsabilizar‐se pela edição da obra premiada e outra com a Câmara Municipal de Lisboa, no âmbito do Festival Literário de Lisboa – 5L.

Fazem parte do corpo de jurado personalidades conhecidas do mundo literário e cultural de língua portuguesa: os escritores Hélder Simbad (Angola), Inocência Mata (São Tomé e Príncipe), José Pires Laranjeira (Portugal), Domício Proença (Brasil), Germano Almeida (Cabo Verde), Luís Carlos Patraquim (Moçambique), Luís Costa (Timor-Leste), Tony Tcheka (Guiné-Bissau) e Yao Jing Ming (Macau).

ISTO É NOTÍCIA

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *