BNA: “O mercado cambial em Angola está normalizado”

O governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano, considerou que a situação do mercado cambial em Angola está normalizada, afastando assim a possibilidade de haver operações cambiais pendentes a nível da banca, por dificuldades de acesso a divisas.

As considerações foram feitas durante a apresentação das decisões saídas da 101.ª reunião do Comité de Política Monetária, realizada na sede do banco central. Citando os registos disponibilizados ao BNA pelos bancos comerciais, José de Lima Massano asseverou que “não há conhecimento de operações cambiais pendentes na banca, por dificuldades de acesso a divisas”, por isso, continuou, “consideramos o mercado cambial em Angola normalizado”.

Nesse capítulo, o governador reconheceu, no entanto, haver situações de morosidade e ineficiência operacional, mas negou haver casos de falta de divisas no mercado. “Não há esse tema de falta de divisas para as operações serem realizadas, por isso, insistimos: temos um mercado cambial em Angola que funciona.”

Para justificar a informação avançada, José de Lima Massano revelou que, em Setembro, o banco que dirige teve de adquirir do mercado cerca 130 milhões de dólares norte-americanos que havia disponibilizado ao longo do mês, porque os bancos comercias “não viram necessidade de fazer essa compra”.

No mesmo mês, segundo José de Lima Massano, registou-se a maior apreciação do kwanza face ao dólar. Dessa maneira, entende que o mercado encontrou o seu equilíbrio por não ser uma situação volátil, mas consistente, nos últimos meses, fazendo que o BNA seja referência de outros bancos cujos países vivem situação similar à de Angola.

Jaime Tabo

Jaime Tabo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *