Angola e EUA reforçam cooperação no sector da Defesa

Uma delegação angolana, encabeçada pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República, Francisco Pereira Furtado, está, desde quarta-feira, 6, em Washington DC, para assinalar o 5.º aniversário da assinatura de um memorando de entendimento no sector da Defesa, rubricado em 2017 pela República de Angola e pelos Estados Unidos da América (EUA).

Segundo uma nota da Embaixada de Angola nos Estados Unidos, a que o !STO É NOTÍCIA teve acesso, fazem parte da comitiva, coordenada por Francisco Furtado, o chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas,  general de Exército António Egídio de Sousa e Santos, o director-adjunto do Serviço de Inteligência Externa, Mário António da Costa, entre outras entidades.

O memorando foi rubricado a 17 de Maio de 2017, pelo então ministro da Defesa e actual Presidente da República, João Lourenço, e pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América, na pessoa do ex-secretário da Defesa general James Mattis.

O programa de visita, que vai até o próximo sábado, reserva uma deslocação ao Dreamport (órgão afecto ao Comando Americano de Cibersegurança), a deposição de uma coroa de flores no Cemitério Nacional de Arlington, bem como um encontro com o director adjunto do Gabinete de Investigação Federal (FBI), Paul Abbate.

No Pentágono, a delegação angolana irá reunir-se com a subsecretária de Defesa para os Assuntos Africanos, Chidi Blyden, com quem deverão abordar questões de segurança regional.

O ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República deverá também encontrar-se com o subsecretário de Defesa para a Política, Colin H. Kahl, com quem deverá assinar uma declaração conjunta, conforme indica a nota da Embaixada de Angola nos Estados Unidos da América.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.