Isto é Notícia

Angola antecipa redução da dívida com a China para 21,4 mil milhões USD

Partilhar conteúdo

A dívida de Angola para com a China desceu 351 mil milhões de dólares no primeiro trimestre deste ano, fixando-se em USD 21,4 mil milhões, de acordo com dados avançados pela consultora REDD Intelligence, citada pelo jornal South China Morning Post.

Na sua edição em inglês, o jornal chinês, citado pela Lusa, noticiou que os dados da consultora asiática indicam que a dívida angolana a credores chineses desceu 351 mil milhões de dólares nos primeiros três meses deste ano, para 21,4 mil milhões de dólares norte-americanos, depois de se ter mantido estável nos 22 mil milhões de dólares nos últimos dois anos.

O aumento nos preços do petróleo, no seguimento da invasão da Ucrânia pela Rússia, apesar de estar a gerar prejuízo para muitas economias a nível global, está a ajudar a economia angolana, que é “híper-dependente” do petróleo, a reduzir a dívida aos credores chineses, recorrendo às receitas petrolíferas.

As receitas de Angola subiram de 1,4 mil milhões de dólares, em Abril deste ano, para 2,1 mil milhões de dólares em Maio, de acordo com os dados oficiais do governo angolano, estando o preço do barril fixado acima dos 110 dólares, na última sexta-feira, 24, o que corresponde a perto do dobro face aos 57 dólares previstos no Orçamento Geral do Estado (OGE) para este ano.

Os pagamentos aos credores chineses, segundo a imprensa asiática, iniciaram no primeiro trimestre do corrente ano, 18 meses antes do previsto, já que a suspensão do serviço de dívida apontava para que os pagamentos recomeçassem apenas no final do primeiro semestre do próximo ano.

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *