Angola acolhe pela primeira vez o Science Film Festival

O Goethe Institut Angola, em colaboração com parceiros locais, vai trazer pela primeira vez a Angola o Festival de Cinema e Ciência – Science Film Festival Edição Luanda. O festival vai ser realizado de 27 de Outubro a 6 de Novembro, em dois locais emblemáticos da capital angolana, no Museu Nacional de História Natural e no Centro Cultural Animart, no Cazenga.

A primeira parte do Science Film Festival – Edição de Luanda é destinado a todas as crianças com idades compreendidas entre 7 e os 10 anos de idade. Em três dias, entre as 09h00 e as 12h00, o Museu Nacional de História Natural vai abrir as portas com um programa recheado de filmes internacionais, entre os quais a estreia da produção nacional “A Mosquita Fobada”, realizado pela produtora 9Films, em parceria com o Goethe-Institut Angola.

A segunda parte deste festival é dirigida apenas à camada juvenil, entre os dias 4 a 6 de Novembro, no Animart, no Cazenga. Serão exibidos os filmes internacionais “History Tube. Show da História”, um filme de Tom Hamburger, Brasil 2021, “Life changing minutes. 2’ Minutos para mudar de vida”, um filme de Nuno Teixeira Marcos, Portugal 2019, e “Evolution for all – Evolução para Todos”, um filme de Mariana Inglez, Lisiane Müller, Eliane Chim, Ivanildo Soares e Luiz F. da Silva, Brasil 2021.

Science Film Festival é um projecto internacional que conta com parceiros no sudeste asiático, sul da Ásia, África e Médio Oriente, e que tem como foco a promoção, alfabetização científica e facilitação da conscientização de questões científicas, tecnológicas e ambientais contemporâneas por meio de filmes internacionais com acompanhamento de actividades educacionais.

Salientar que o realizador angolano Fradique, um dos mentores da produtora Geração 80, foi vencedor da edição passada do referido festival, na categoria de Melhor Filme, com a obra “AR CONDICIONADO” e foi recentemente convidado a fazer parte do corpo de jurados da 14.ª edição do ‘Imagine Science Film Festival’, que decorre nos Estados Unidos de América.

Irinea Lukombo

Irinea Lukombo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *