Agendamento de vistos para Portugal em Angola passará a ser pré-pago a partir de 25 de Junho

O embaixador de Portugal em Angola, Francisco Alegre Duarte, anunciou, esta sexta-feira, 10, a entrada em vigor de novas regras no serviço de agendamento de pedidos de visto para Portugal no consulado de Luanda, a partir do dia 25 deste mês.  Todos os pedidos terão de proceder a um pré-pagamento do serviço.

Francisco Alegre Duarte, que falava em declarações à Lusa, à margem das comemorações do Dia de Portugal, esclareceu que o objectivo da medida “é diminuir as não comparências, cuja taxa é elevada”.

“É mais uma forma de combatermos o uso abusivo das plataformas de agendamento online“, sublinhou o diplomata.

A cônsul-geral de Portugal em Luanda, Cláudia Boesch explicou que esta modalidade (pré-pagamento da taxa de serviço da VFS) já está a funcionar noutros países, visando diminuir a taxa de não comparências.

Actualmente, o serviço de agendamento e processamento de vistos é feito pela empresa VFS, que cobra aos utentes uma taxa de 36 euros, valor esse que passará a ser cobrado no acto de agendamento.

“Neste momento, a taxa de não comparências ronda os 30 a 40%, com esta solução pensamos que vamos reduzir para 7 ou 8%”, afirmou.

No seu discurso alusivo às comemorações do 10 de Junho, na Escola Portuguesa de Luanda, o embaixador português sublinhou o desejo de que Portugal e Angola continuem a trabalhar “lado a lado com o objectivo comum de prosperidade partilhada”, elencando as várias áreas da cooperação portuguesa já em curso.

“No nosso dia nacional não celebramos tanto o que nos distancia dos outros, mas sim o que nos aproxima”, concluiu o embaixador, que ocupa o posto em Luanda há cerca de três meses.

*Com a Lusa

Avatar

Isto É Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.