África. RDC recebe empréstimo de 455 milhões USD do FMI para estabilização macroeconómica do país

A República Democrática do Congo (RDC) vai beneficiar, durante três anos, de um financiamento do Fundo Monetário Internacional (FMI) na ordem dos 455 milhões de dólares norte-americano, para ajudar o país a manter a estabilidade macroeconómica e apoiar a recuperação no contexto da pandemia.

O acordo de financiamento foi aprovado pelo Conselho Executivo do FMI, ao abrigo de um Programa de Financiamento Ampliado, divulgado no dia 21/01 (sexta-feira), altura em que a primeira tranche do empréstimo, no montante de 90 milhões USD, foi “desbloqueada”.

“O avanço de reformas estruturais abrangentes, incluindo medidas anti-corrupção, medidas para aumentar a transparência na utilização de recursos públicos, e reformas do sector energético, serão importantes para melhorar a governação e o ambiente empresarial”, defende o FMI.

Este acordo pressupõe acompanhamento técnico junto das principais instituições congolesas, garantindo a implementação das medidas propostas para a estabilização da economia.

O programa é similar ao que Angola teve com a instituição nos últimos três anos, embora com um valor de financiamento muito mais reduzido.

*Com Expansão

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.