Unitel volta a registar ‘apagão’ no sistema pela terceira vez em menos de um mês

A maior operadora de telefonia móvel do país, a Unitel, voltou, nesta quinta-feira,10, a registar, em menos de um mês, quedas no sistema, condicionando o acesso aos serviços de chamadas de voz e SMS a centenas de milhares de clientes, sem que as causas tenham sido identificadas.

Uma nota de imprensa chegada à redacção do !STO É Notícia nesta quinta-feira dá conta que o novo ‘apagão’ afectou cerca de 25% dos clientes, mas adianta que a situação estava a ser solucionada, devendo ser normalizada o mais breve possível.

“Esta perturbação na rede está a lesar alguns clientes da província de Luanda, nas zonas da baixa, Luanda Sul, Talatona e Kilamba, bem como, das províncias de Benguela e Kuanza-Sul”, refere a nota.

É a terceira vez que a Unitel regista quebra nos serviços de chamadas em menos de um mês. Nos dias 26 e 27 do mês passado, a operadora informou que os seus serviços estavam a ser afectados por instabilidade na rede, devido a uma ocorrência que até então não especificada.

Antes, no dia 17 de Fevereiro, a principal operadora de telefonia móvel do país registou pelas 17h30 uma avaria de um importante equipamento incluído num dos principais centros de processamento de dados em Luanda, que resultou na indisponibilidade dos serviços de voz, dados e SMS até às 22h30 do mesmo dia.

Na ocasião, a direcção da empresa descartou a possibilidade de estar a ser alvo de ataques cibernéticos, adiantando que se tratava de um eventual bug.

O termo bug, da gíria informática, é usado para identificar uma falha no sistema. Trata-se de um problema de simples correcção, mas que pode passar despercebido e causar enormes problemas aos usuários de um determinado sistema. Geralmente, os bugs tornam-se numa porta de entrada para os crimes cibernéticos.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.