UNICEF preocupada com o incessante número de abusos sexuais contra a criança

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) está preocupado com os contínuos casos de abuso sexual contra a criança em Angola. A informação foi avançada pelo representante da UNICEF no país, Ivan Yerovi, que falava por ocasião do Dia da Convenção dos Direitos da Criança, celebrado a 20 de Novembro.

Para Ivan Yerovi, a sociedade não pode manter-se sossegada em relação ao aumento dos casos de abuso sexual, devendo denunciar sempre que possível. “Não é normal que a sociedade e todo o povo angolano fique tranquilo quando conhecemos casos de abuso sexual contra a criança”, lamentou.

O representante considerou ser necessário o país reconhecer a situação sem apontar os eventuais culpados, para em conjunto se trabalhar, de modo a sensibilizar as famílias a apresentarem os casos à justiça.

“A polícia e a justiça têm que trabalhar também para reduzir os casos de abuso sexual contra as crianças”, referiu.

O responsável considera ainda que “a redução da violência contra criança é mais especificamente a redução do abuso sexual”, e que a sociedade precisa não aceitar um caso de abuso sexual para que se possa trabalhar neste problema.

Das cinco prioridades do UNICEF para com a criança angolana, a redução do abuso sexual é a que mais preocupa o organismo das Nações Unidas que promove e defende os direitos da Criança.

Avatar

Isto é Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *