Uíge. Sobrinho mata tio por suposto acto de feitiçaria que teria vitimado sua mãe

Três cidadãos, com as idades compreendidas entre os 29 aos 34 anos, foram detidos no Uíge pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) sob acusação de estarem envolvidos num crime de homicídio ocorrido no dia 31 de Dezembro de 2019, na aldeia do Mussenga, no município de Mucaba.

Em causa está a morte de um cidadão cuja idade não foi revelada a quem o sobrinho julgava ser o responsável pela morte da sua mãe. O sobrinho do malogrado teria convencido os seus cúmplices a matarem o seu tio com a falsa informação de que este mantinha em sua residência sete milhões de kwanzas guardados.

O SIC no Uíge explicou que, após o cometimento do crime, os acusados colocaram-se em fuga, o que veio a resultar no desencadeamento de diligências e um trabalho de investigação criminal que culminou com a detenção de todos os presumíveis autores.

O trabalho investigativo e a inteligência policial apurou também que uma alegada crença em actos de feitiçaria esteve na base do cometimento do crime, uma vez que o sobrinho do malogrado acreditava que o tio teria sido o “feiticeiro responsável” pela morte da sua mãe, razão pela qual teria praticado o homicídio.

Os implicados já foram presentes ao Ministério Público, que os aplicou a medida de coacção de prisão preventiva.

*Foto Direitos Reservados

Gabriela Vaia

Gabriela Vaia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *