Sílvio Sousa falha ingresso directo e adia sonho de entrar na NBA 

 Sílvio Sousa falha ingresso directo e adia sonho de entrar na NBA 

O basquetebolista angolano Sílvio Sousa falhou o ingresso directo e adiou o sonho de entrar na National Basketball Association (NBA). O draf de acesso à maior liga de basquetebol do mundo foi realizado na madrugada de sexta-feira, 23, no Barclays Center, em Brooklyn, Nova Iorque.

O extremo-poste e filho do lendário basquetebolista africano Jean Jacques da Conceição estava entre os mais de 200 atletas promessas das universidades dos Estados Unidos da América (EUA), mas não ficou nos 60 favoritos às primeiras escolhas, com base em estatísticas.

Deste modo, e já sem hipótese de ingressar no maior Campeonato do Mundo de basquetebol de clubes, Sílvio Sousa, de 23 anos e 2.06 de altura, fica impedido de evoluir em equipas universitárias, por tornar-se profissional após opção pelo draft.

Como alternativa, pode apresentar-se na Summer League, para continuar sob observação e jogar na G-League, na qual participam clubes satélites da NBA, ou actuar na Europa, como ocorre com atletas com grande potencial.

Para concorrer ao ingresso na NBA, o jogador formado na escola do 1.º de Agosto, treinou sob orientação de Robert Yanders, coach da The Basketball Movement, uma academia de desenvolvimento de atletas.

Com este ‘falhanço’, Angola mostrou-se incapaz de repetir a proeza de 21 de Junho de 2019, quando Bruno Fernando foi escolhido pelo Philadelphia 76ers (e depois trocado para o Atlanta Hawks), na 34.ª escolha do 2.° round, fazendo história.

A surpresa na noite do draft

Houve surpresa no draft da NBA 2022. Os Orlando Magic escolheram Paolo Banchero em detrimento de Jabari Smith, apontado como favorito, que só foi escolhido pelos Houston Rockets como terceira escolha. A segunda opção foi o poste Chet Holmgren, que vai representar o OKC Thunder.

Banchero, extremo de 19 anos, e 2,08m, da Universidade de Duke, conseguiu médias de 17,2 pontos, 7, 8 ressaltos e 1,1 roubos de bola.

“Cinco minutos antes do início da cerimónia, o meu agente disse-me para estar preparado que algo estava para acontecer. Trinta segundos antes do anúncio do número um, ele virou-se e disse: ‘parabéns. Espero ter um grande ano. Vai ter altos e baixos, mas vai ser lindo. Estou pronto”, afirmou Banchero, que terá a companhia de jogadores como Franz Wagner, Jalen Suggs, Mo Bamba e Wendell Carter Jr. em Orlando.

Confira as escolhas:

  1. Paolo Banchero (Orlando Magic)
  2. Chet Holmgren (Oklahoma City Thunder)
  3. Jabari Smith (Houston Rockets)
  4. Keegan Murray (Sacramento Kings)
  5. Jaden Ivey (Detroit Pistons)
  6. Bennedict Mathurin (Indiana Pacers)
  7. Shaedon Sharpe (Portland Trail Blazers)
  8. Dyson Daniels (New Orleans Pelicans)
  9. Jeremy Sochan (San Antonio Spurs)
  10. Johnny Davis (Washington Wizards)
  11. Ousmane Dieng (New York Knicks, vai para o Thunder)
  12. Jalen Williams (Oklahoma City Thunder)
  13. Jalen Duren (Charlotte Hornets, vai para os Pistons)
  14. Ochai Agbaji (Cleveland Cavaliers)
  15. Mark Williams (Charlotte Hornets)
  16. AJ Griffin (Atlanta Hawks)
  17. Tari Eason (Houston Rockets)
  18. Dalen Terry (Chicago Bulls)
  19. Jake LaRavia (Minnesota Timberwolves, vai para os Grizzlies)
  20. Malaki Branham (San Antonio Spurs)
  21. Christian Braun (Denver Nuggets)
  22. Walker Kessler (Memphis Grizzlies, vai para os Timberwolves)
  23. David Roddy (Philadelphia 76ers, vai para os Grizzlies)
  24. MarJon Beauchamp (Milwaukee Bucks)
  25. Blake Wesley (San Antonio Spurs)
  26. Wendell Moore Jr. (Dallas Mavericks, vai para os Timberwolves)
  27. Nikola Jovic (Miami Heat)
  28. Patrick Baldwin Jr. (Golden State Warriors)
  29. TyTy Washington Jr. (Memphis Grizzlies, vai para os Rockets)

30. Peyton Watson (Oklahoma City Thunder, vai para os Nuggets)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.