Isto é Notícia

“Se o senhor João Lourenço quer preparar funeral, prepare o seu próprio e mate-se”, responde Tchizé às notícias da saúde do pai

Partilhar conteúdo

A filha do ex-Presidente da República de Angola e antiga deputada à Assembleia Nacional pelo MPLA Welwitschea dos Santos, Tchizé dos Santos, acusou o governo de João Lourenço de estar a antecipar os preparativos do funeral do seu pai, com o propósito de convencer a família do antigo chefe de Estado angolano a autorizar os médicos em Espanha a desligarem as máquinas às quais está José Eduardo dos Santos ligado.

Num dos seus habituais áudios partilhados através da rede social WhatsApp esta terça-feira — no mesmo dia em que o jornal Expresso e a SIC Notícias noticiaram a alegada situação de “irreversibilidade” da saúde de Eduardo dos Santos —, Tchizé dos Santos negou que o pai esteja em “estado crítico”, tal como está a ser avançada pela imprensa e aconselhou João Lourenço a preparar o seu próprio funeral, se for este o caso de se estar a preparar algum funeral.

“Se senhor João Lourenço quer preparar funeral, prepare o seu próprio e mate-se, porque ninguém vai matar o José Eduardo dos Santos. Ninguém vai permitir que se desliguem máquinas algumas para a sua alegria; para o senhor tirar dividendos políticos; para o senhor aparecer lá em grande como Presidente da República, com salvas de canhões, e meterem as bandeiras do MPLA em cima do caixão de alguém que está extremamente decepcionado consigo e com o MPLA”, afirmou a filha de Eduardo dos Santos no áudio.

Tchizé dos Santos, que diz ter estado recentemente com o pai, refuta as informações de um estado sem retorno e assegurou que “os órgãos todos do corpo do engenheiro Eduardo dos Santos estão a funcionar” e que o seu estado é estável, tendo acusado o governo de João Lourenço de ter planificado um media kit — um plano de marketing de imprensa — com o propósito de preparar a opinião pública sobre a irreversibilidade do quadro de saúde do seu pai, enquanto, em paralelo — acusa — tentam convencer a família a autorizar que sejam desligadas as máquinas.

“Eu como filha nunca irei permitir que alguém desligue as máquinas de um pai vivo, que tem o coração a bater normalmente, um coração que está bom, que não teve ataque cardíaco, não teve AVC [Acidente Vascular Cerebral]… tem a tensão boa, eu fui lá, estive com o meu pai. Está vivo! Uma pessoa que está internada desde quinta-feira passada, há quatro dias, começam a fazer media kit, a falarem de preparativos de um funeral que não existe?”, desabafou a ex-deputada.

A filha de Eduardo dos Santos disse ainda ter provas de que o médico João Afonso, que acompanha o pai em Espanha, seja o responsável pelas informações que circulam na imprensa, por ter “plantado” notícias nas mãos dos jornalistas sobre o estado de saúde de ex-Presidente da República.

Numa outra publicação, entretanto de texto, horas depois de ter feito o áudio, a filha de Eduardo dos Santos voltou a insistir na tese de que o objectivo do governo angolano é o de forçar uma espécie de eutanásia, com o “apoio” da antiga primeira-dama.

“Querem pressionar os filhos a aceitar que desliguem as máquinas, porque são assassinos. E querem matar JES, que tem todos os órgãos a funcionar, e querem contar com o prestimoso apoio da madame Ana Paula, valendo-se do título de ‘esposa’, para realizar uma eutanásia em JES para agradar JLo”, escreveu Tchizé dos Santos no WhatsApp, apelando que as suas mensagens sejam partilhadas, a fim de que sejam desmascarados aquilo a que chamou de “bando de assassinos”.

Isto É Notícia

Related post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *