Rádio russa foi ‘hackeada’ e passou hino nacional ucraniano

Um boletim noticioso da rádio russa Kommersant FM foi interrompido, na quarta-feira, 8, e passou o hino ucraniano e músicas anti-guerra, durante um ataque de hackers ao órgão noticioso russo, avançou o jornal norte-americano The Washington Post.

O repórter da BBC, Francis Scarr, deu o alerta no Twitter: “Estação de rádio russa Kommersant FM foi hackeada e está agora a passar músicas ucranianas e anti-guerra”. Os ouvintes terão começado a ouvir, de repente, “Oh, the Red Viburnum in the Meadow”, uma música patriótica ucraniana além do hino nacional do país invadido pela Rússia.

O ataque foi confirmado pelo director da rádio, Alexei Vorobyov, à agência russa Tass, revelando que os especialistas em cibersegurança estão a analisar a origem do mesmo. A estação pertence ao bilionário Alisher Usmanov, um dos alvos das sanções do Ocidente devido à guerra – segundo o The Guardian, Usmanov aguarda uma decisão da justiça para o levantamento das mesmas.

Várias instituições e órgãos de comunicação social estatais russos têm sido alvos de ataques online, naquilo que o próprio governo russo rotulou de onda de ataque “sem precedente”, cita o jornal norte-americano.

Também não é a primeira vez que um meio de comunicação estatal russo é usado para passar mensagens anti-guerra em directo. Logo no mês de Março, poucos dias depois do início da invasão, a jornalista, Marina Ovsyannikova interrompeu um serviço noticioso no Canal 1 ao aparecer com um cartaz de protesto contra o conflito.

*Texto Carolina Carvalho/Observador

Avatar

Isto É Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.