Projecto Marimba aposta na valorização da música tradicional e popular feita em Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e Timor-Leste

Estimular a redescoberta e a preservação do património imaterial é o grande objectivo do projecto ‘Marimba’, uma iniciativa com foco na investigação, na edição de livros, bem como na valorização das músicas tradicionais e populares feitas em Angola, Moçambicano, Guiné-Bissau e Timor-Leste.

O projecto, financiado pela União Europeia em Moçambique e co-financiado e gerido pelo Camões-Instituto Português, é uma iniciativa da agência e produtora portuguesa Soundsgood, com sede em Portugal, e com uma vasta experiência no trabalho de valorização dos artistas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e Timor Leste (PALOP-TL).

O Marimba conta com um conjunto de artistas reconhecidos internacionalmente, tais como Paulo Flores (Angola), Nástio Mosquito (Angola), Manecas Costa (Guiné-Bissau), Stewart Sukuma (Moçambique) e Etson Caminha (Timor-Leste), que têm como principal função incentivar e motivar a participação de jovens artistas, enquanto elementos motivadores, assumindo-se igualmente como embaixadores do projecto.

Além de contribuir para a criação de emprego em actividades geradoras de rendimento na economia cultural e criativa nos PALOP e Timor-Leste, o Marimba pretende também incentivar a criação artística contemporânea de jovens músicos dos países participantes, de forma a contribuir para o resgate das suas identidades culturais.

A dignificação do estatuto artístico, a divulgação das obras e a promoção de carreiras à escala internacional, fomentando em particular o acesso das jovens mulheres dos países participantes à profissionalização em sectores criativos é outro dos objectivos a que se propõe alcançar os promotores do projecto.

Esta iniciativa dará assim especial atenção aos desequilíbrios de género do campo musical, pretendendo criar empregos junto das jovens mulheres, historicamente afastadas da produção musical.

Irinea Lukombo

Irinea Lukombo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.