Linha de denúncia SOS-Criança regista em uma semana mais de 380 casos de violência contra a criança

O Instituto Nacional da Criança (INAC), através do seu serviço de recepção de denúncias SOS-Criança, registou, de 27 de Maio a 3 de Junho, 383 denúncias de vários tipos de violência contra a criança em todo o país, avançou à imprensa a porta-voz da instituição, Rosalina Domingos. As províncias com maior número de registos são as de Luanda, Lunda-Norte, Benguela, Lunda-Sul, Luanda e Namibe.

De acordo com Rosalina Domingos, dos casos recepcionados, 275 são de violência física e psicológica, 81 relacionados com casos de fuga à paternidade, 14 de exploração de trabalho infantil, três de abuso sexual, entre outros.

Na província de Luanda, município de Viana, o INAC recepcionou a denúncia de um caso de abuso sexual a uma menor de seis anos de idade, praticada por outro menor de 15 anos de idade, que esteve detido durante três dias. No entanto, o caso foi transferido para o Julgado de Menores e para a direcção municipal da Acção Social.

No município de Belas foi registado o caso de uma adolescente de 16 anos de idade, que tem sido abusada pelo padrasto, que, até à data do anúncio das ocorrências, se encontrava em fuga.

Durante o mesmo período, o INAC recebeu a denúncia que dava conta da existência de uma adolescente de 16 anos de idade que tem sido vítima de maus-tratos por parte da madrasta, por alegada prática de feitiçaria, no município de Talatona.

Rosalina Domingos avançou ainda que na província da Lunda-Norte, no município do Cuango, dois cidadãos maiores foram detidos pela prática de abuso sexual a uma menor de 13 anos de idade.

Avatar

Isto É Notícia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.