“Levaste-me ao altar e eu não te poderei levar à tua última morada”, o desabafo de Isabel

 “Levaste-me ao altar e eu não te poderei levar à tua última morada”, o desabafo de Isabel

A chegada dos restos mortais do ex-Presidente da República a Luanda foi recebida com efusivo entusiasmo por parte do governo angolano. Porém, o mesmo não se poderá dizer dos filhos que, em Barcelona, Espanha, tentaram, até às últimas consequências, impedir que a ex-primeira-dama da República Ana Paula dos Santos trouxesse para Angola o corpo do ex-chefe de Estado.

Do lado dos filhos, um desabafo sentido da parte de Isabel dos Santos se fez saber, pouco menos de 24 horas de ter visto o progenitor a ser levado contra a sua vontade: “Meu Pai. Levaste-me ao Altar e eu não te poderei levar à tua última morada”, escreveu a primogénita e empresária nas redes sociais.

Os restos mortais de José Eduardo dos Santos estiveram durante pouco mais de um mês envolta em acesa polémica, opondo a ex-mulher Ana Paula dos Santos e pelo menos quatro dos filhos mais velhos de antigo Presidente da República.

Em causa esteve a custódia dos restos mortais, que os filhos quiseram impedir que fossem transferidos para Luanda, sob alegação de que não o podiam fazer enquanto o Presidente de Angola for João Lourenço.

José Eduardo dos Santos morreu a 8 de Julho de 2022, e desde esta data, alguns dos filhos do ex-chefe de Estado, principalmente, a antiga deputada à Assembleia Nacional Tchizé dos Santos, abriram uma frente contra o desejo manifestado por João Lourenço de oferecer ao ex-chefe de governo um funeral de Estado.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.